Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

A invasão do Capitólio como inspiração


O “modus operandi” foi o mesmo. O atentado terrorista do dia 8 de Janeiro em Brasília teve inspiração na invasão do Capitólio, em 2021, nos Estados Unidos. A motivação era a mesma: reagir contra o resultado da eleição presidencial. A insatisfação com a derrota e a tentativa de, através de um golpe, tentar a volta do ex-presidente ao poder. Os dois eventos antidemocráticos não podem ser considerados apenas coincidências.

Não há dúvidas de que foram acontecimentos arquitetados pela extrema direita mundial, numa articulação internacional contra a democracia no Brasil. Havia uma relação de submissão do governo anterior aos Estados Unidos. O então presidente chegou a declarar publicamente seu amor ao país norte-americano, a ponto de bater continência para a bandeira daquela nação. Trump era seu espelho ideológico. O discurso do anticomunismo era amplamente propagado pelos dois líderes aliados.

Steve Bannon, mentor da extrema direita norte-americana, a quem o governante brasileiro manifestava simpatia e seguia suas orientações, afirmou, logo após o 8 de Janeiro, que os vândalos que se autodenominavam “patriotas”, eram “combatentes da liberdade”. Os militantes fascistas dos Estados Unidos foram intensos na divulgação de fake-news e na retórica do ódio, estimulando os atos golpistas no Brasil.

Surpresos, testemunhamos pela televisão os episódios dantescos protagonizados pelos golpistas, depredando o patrimônio público, ao invadirem as sedes dos Três Poderes, em Brasília. Nunca se viu nada parecido na história do Brasil. Apesar da balbúrdia, é impossível deixar de considerar que a selvageria praticada foi planejada e efetivada com orientação dos líderes antidemocráticos que não aceitavam o resultado que as urnas ofereceram em 30 de outubro do ano passado.

Nada justifica a barbárie ali ocorrida. Direitos e deveres estabelecidos por nossa Constituição foram furiosamente transgredidos. Os delinquentes se mostravam coléricos. Foi um movimento totalitário incitado pela intolerância, o discurso do ódio e o desrespeito às divergências políticas. Tudo com o apoio de ideólogos, financiadores privados (nacionais e internacionais) e de políticos reacionários, radicais de direita.

Ainda bem que houve uma rápida e imediata reação em defesa da normalidade institucional e do Estado Democrático de Direito. Os promotores dessa estúpida e absurda ação que objetivava desqualificar a nossa democracia e o nosso povo, se mostraram despreparados para o golpe. Desastrados, transformaram uma manifestação de protesto político, numa evidente atividade de cunho terrorista. Contudo, não deram apenas um tiro no próprio pé, mas no coração dos brasileiros convictamente democratas. O golpe arquitetado falhou, mas precisamos continuar atentos, reforçando a trincheira de luta em defesa da democracia.





Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

© 2024 Criado em 2004