Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

Cigana revela à polícia que autora de assassinato de empresário era garota de programa e tinha dívidas R$ 600 mil


A cigana Suyany Breschak, presa pelo envolvimento na morte do empresário Luiz Marcelo Antônio Ormond, revelou à polícia que a ex-companheira do empresário, Júlia Andrade Cathermol Pimenta, principal suspeita do crime e atualmente foragida, atuava como garota de programa e lhe deve pelo menos R$ 600 mil pelos serviços místicos prestados.

A CNN teve acesso aos documentos do último depoimento prestado pela cigana, nesta quarta-feira (29). A mulher contou que conhece Júlia há pelo menos 12 anos e que inicialmente foi procurada para fornecer “uma ajuda espiritual” e para ajudá-la a reconquistar um ex-namorado da época.

Segundo o depoimento, ao longo dos anos, diversos trabalhos foram realizados, sendo que para amortizar a dívida, Júlia realizava pagamentos mensais de R$ 5 mil. A polícia aguarda a quebra de sigilo bancário para confirmar a informação.

Suyany também disse aos policiais que Júlia geralmente pedia trabalhos que envolviam ”limpeza espiritual” e rituais visando atrair mais clientes, além de serviços que visavam ajudar a sua fonte de renda esconder de familiares e companheiros.

No relato, a cigana também disse que Júlia dividia a vida passando finais de semana com um namorado e o meio de semana com Luiz Marcelo, sendo que eventualmente continuava atendendo clientes em serviços sexuais.

Suyany também contou que a vítima do crime tinha conhecimento da profissão da companheira, sendo que ele havia conhecido a mulher há aproximadamente 10 anos em uma plataforma online. O homem citado pela cigana, que seria o outro companheiro de Júlia ainda não foi ouvido pela polícia.

O caso

Suyany Breschak foi presa pela Polícia Civil do Rio de Janeiro no dia 29 de maio por suspeita de envolvimento na morte do empresário Luiz Marcelo Antonio Ormond. O corpo de Ormond foi encontrado em avançado estado de decomposição em seu apartamento na zona norte do Rio de Janeiro no dia 20 de maio.

A namorada do empresário, Júlia Andrade Cathermol Pimenta, é a principal suspeita do crime e está foragida. Júlia é acusada de ter dopado e assassinado Ormond, além de ter enviado mensagens do celular dele para enganar amigos e familiares sobre seu paradeiro.

Suyany Breschak teria auxiliado Júlia na ocultação dos bens do empresário, incluindo a venda do carro dele. Durante sua prisão, Suyany confessou participação na ocultação dos pertences de Ormond e revelou que grande parte de seus rendimentos vinha dos pagamentos de uma dívida de R$ 600 mil que ela tinha com a vítima. O caso está sendo investigado pela 25ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro.

A CNN tentou contato com a defesa de Suyany Breschak, mas não obteve resposta.



Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

© 2024 Criado em 2004