Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

Dia de Santo Antônio: conheça a história do famoso casamenteiro


Nem os solteirões da ficção deixam Santo Antônio em paz. Ele já apareceu de cabeça pra baixo em novelas e filmes, pronto para descer ao fundo do poço, se necessário, para ajudar algum personagem que invoca seu nome na busca pelo amor. Não é à toa que ele carrega o título de santo casamenteiro.

Mas entre os vários milagres atribuídos ao santo, há um que, ao que tudo indica, lhe deu o título de padroeiro dos casamentos. Segundo o frei Diogo Luís Fuitem, autor do livro “Antônio – O Santo do Povo“, uma senhora procurou Santo Antônio em Ferrara, na Itália, pedindo auxílio com o marido muito ciumento que não reconhecia o filho deles como seu. O marido ameaçava, inclusive, matar a mãe e a criança.

O santo foi até a residência do casal, tomou o menino em seus braços e perguntou à criancinha: “Quem é seu pai?” E a criança, com seu dedo, indicou balbuciando que o pai era o homem presente. Finalmente, o pai deu-se por vencido e, chorando, aceitou o menino como seu filho. Após o ocorrido, a fama de ajudar os casais fez com que o jovem fosse considerado santo casamenteiro.

Além disso, há uma lenda de que, naquela época, havia mulheres que não conseguiam se casar por não terem o dote necessário para o sacramento. Santo Antônio, então, teria mobilizado as pessoas mais abastadas para arrecadar os recursos. Com esse apoio, ele garantiu que muitas mulheres pudessem se casar, concretizando o sonho do matrimônio.

A vida popular de Santo Antônio

Santo Antônio foi batizado no nascimento como Fernando. Nasceu em Lisboa, em 15 de agosto 1195, em uma família muito rica e nobre. No dia de seu batismo, sua mãe o consagrou a Nossa Senhora, e aos 19 anos ele foi para o convento de Coimbra. Sua vida foi breve, faleceu em Pádua, na Itália, em 13 de junho de 1231 — e, por isso, se diz santo Antônio de Pádua ou de Lisboa.

Conforme conta frei Diogo, aplicado e considerado muito esforçado por todos que o conheciam, Fernando entrou para a ordem de Santo Agostinho e foi ordenado sacerdote. Ainda em Coimbra, conheceu os frades franciscanos e foi cativado pela simplicidade e humildade com que viviam, despertando o desejo de ingressar nas fileiras dos seguidores de São Francisco de Assis.

Maravilhado, pediu para tornar-se missionário em Marrocos, na África. Contudo, ao adoecer, decidiu retornar a Portugal. Uma tempestade desviou o barco em que viajava, fazendo-o naufragar próximo à ilha da Sicília, no sul da Itália. Assim, acabou passando sua vida em missão no norte da Itália e no sul da França, revelando-se um homem de grande sabedoria, carismático e habilidoso.

Em Assis, na Itália, ele se encontrou pessoalmente com São Francisco e recebeu um convite para permanecer por lá para ensinar teologia e tornar-se um pregador do povo. “Vários prodígios acompanharam sua atividade como evangelizador popular a tal ponto que sua canonização foi a mais rápida da história da Igreja. Apenas 11 meses e 17 dias após sua morte, o papa Gregório 9º o declarou santo em um domingo, precisamente no dia 30 de maio de 1232″, conta frei Diogo.

Sermão aos peixes

Muitos são os milagres atribuidos ao santo. Um dos mais conhecidos é sobre a pregação aos peixes em Rimini, na Itália. Conta-se que alguns peixes saíram do mar para ouvi-lo, o que despertou o interesse e a conversão das pessoas à palavra divina.

“Estando Santo Antônio em Rimini, onde havia um grande número de hereges, e desejando conduzi-los pela luz da fé ao caminho da verdade, pregou-lhes por vários dias e raciocinou com eles sobre a fé em Cristo e nas sagradas escrituras. Eles não apenas resistiram as suas palavras, mas ficaram endurecidos e obstinados, recusando-se a ouvi-lo”, diz um trecho do livro “I Fioretti de São Francisco”.



Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

About

Appetite no humoured returned informed. Possession so comparison inquietude he he conviction no decisively.

Recent Post

  • All Post
  • Arte e Lazer
  • Cultura
  • Destaque
  • Educação
  • Esportes
  • Futebol
  • Novidades
  • Sem categoria
  • Social Media
  • Sports
  • Videos

© 2024 Criado em 2004