Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

Diretora do Sebrae Nacional defende iniciativas que deem oportunidades para que mais mulheres empreendam | ASN Nacional


A diretora de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, Margarete Coelho, defendeu a autonomia das mulheres e o empreendedorismo feminino durante o segundo dia de debates do 5º Encontro Nacional de Procuradoras da Mulher no Legislativo, promovido pela Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (22).

“Que tal criar taxas e prazos menores para as mulheres abrirem seus próprios negócios?”, questionou o público do evento formado majoritariamente por vereadoras e deputadas. Margarete Coelho demonstrou em números que as mulheres ainda sofrem com a desigualdade de gênero. “Pesquisas indicam que 74% das mulheres que procuram os bancos para terem seus negócios financiados têm esse empréstimo negado”, disse. Ainda conforme a diretora do Sebrae, quando as instituições financeiras concedem o primeiro financiamento, o juro é 3,4% mais alto. “O primeiro empréstimo para as mulheres é mais caro e isso explica por que temos dificuldade com as finanças, pois somos vistas com desconfiança”, complementa.

Para transformar esse cenário, o Sebrae criou um programa que incentiva, valoriza e acelera a jornada de mulheres que empreendem ou querem empreender. Segundo a diretora, a gerência nacional de empreendedorismo feminino, que é novidade no Sebrae, está negociando com os bancos mais oportunidade para as mulheres.

“O Sebrae Delas chega a todos os municípios para falar com essas mulheres: levar consultoria, apoio no crédito, uma mão amiga”, Margarete Coelho, diretora de Administração e Finanças do Sebrae Nacional.

Margarete reforçou o papel do Sebrae como avalista dos pequenos negócios no Brasil. “Se nós temos esse poder de barganha e temos uma mulher na diretoria do Sebrae Nacional, nós vamos exigir que o banco tenha meta. Para ser conveniado com o Sebrae, o banco precisa ter financiado pelo menos 30% dos negócios para as mulheres. É inverter o jogo”, declarou.

“Enfrentem a pauta econômica e financeira. A gente tem uma tendência de ficar muito na pauta do cuidado, nas questões sociais. Mas enfrente, porque aqui está a chave que gira e que faz o mundo girar”, concluiu.

Violência contra as mulheres

Margarete Coelho relacionou a independência financeira das mulheres com a prevenção à violência de gênero e pediu uma “união institucional em favor das mulheres”, provocando as legisladoras a instituírem projetos de lei que as incentivem. Dentre as sugestões feitas pela diretora do Sebrae, constavam a rapidez na liberação de alvarás, licenças e a porcentagem mínima nas compras governamentais destinada a empreendedoras.

O debate foi mediado pela deputada Greyce Elias que, junto com Margarete Coelho, deputada federal à época, foi autora do projeto de Lei 741/21, que criminaliza violência psicológica contra as mulheres e cria o programa Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica.



Source link

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

© 2024 Criado em 2004