Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

Erdogan diz que EUA não pressionam Israel o suficiente para trégua em Gaza


O presidente turco, Tayyip Erdogan, disse no domingo (12) que os Estados Unidos e os países europeus não estavam fazendo o suficiente para pressionar Israel a concordar com um cessar-fogo em Gaza, após a decisão do grupo militante palestino Hamas de aceitar uma proposta de trégua.

A Turquia denunciou os ataques de Israel a Gaza, pediu um cessar-fogo imediato e criticou o que chama de apoio incondicional a Israel por parte do ocidente.

Ancara suspendeu todo o comércio com Israel e disse que decidiu aderir à iniciativa da África do Sul de julgar Israel por genocídio no Tribunal Internacional de Justiça (TIJ).

Falando a acadêmicos muçulmanos em Istambul, Erdogan disse que o Hamas aceitou uma proposta de cessar-fogo do Qatar e do Egito em um “passo no caminho para um cessar-fogo duradouro”, mas o governo do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, não queria que a guerra terminasse.

“A resposta do governo de Netanyahu foi atacar as pessoas inocentes em Rafah”, disse ele, referindo-se à cidade do sul de Gaza que Israel tem como alvo. “Tornou-se claro quem está do lado da paz e do diálogo e quem quer que os confrontos e derramamento de sangue continuem”.

“E Netanyahu viu alguma reação séria por seu comportamento mimado? Não. Nem a Europa nem os Estados Unidos mostraram uma reação que forçaria Israel a um cessar-fogo.”

O chefe da inteligência de Erdogan, Ibrahim Kalin, reuniu-se com líderes do Hamas em Doha no domingo (12) para discutir negociações de cessar-fogo e o acesso de ajuda humanitária a Gaza, disse uma fonte de segurança turca.

A conduta militar de Israel em Gaza tem estado sob crescente escrutínio nas últimas semanas, à medida que aumenta o número de mortos civis e a devastação no enclave.

O ataque planejado a Rafah, que abriga cerca de 1,4 milhões de palestinos, em sua maioria deslocados pela guerra, ajudou a alimentar as tensões mais profundas nas relações entre Israel e o seu principal aliado, Washington.

Na sexta-feira (10), Ancara recebeu com satisfação o apoio da Assembleia Geral das Nações Unidas à candidatura palestina para se tornar membro pleno da ONU. No domingo, Erdogan pediu aos países que não reconhecem um Estado soberano palestino para o fazerem após a votação, mas criticou Washington e outros que votaram contra.

“Vimos que os países que nos ensinam sobre direitos humanos e liberdades em todas as oportunidades apoiam abertamente aqueles que massacraram 35 mil habitantes de Gaza”, disse ele, citando dados do Ministério da Saúde de Gaza, controlado pelo Hamas. “Vimos que aqueles que até ontem diziam que o direito de protestar era sagrado não podem tolerar manifestações que apoiam a Palestina”.



Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

About

Appetite no humoured returned informed. Possession so comparison inquietude he he conviction no decisively.

Recent Post

© 2024 Criado em 2004