Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

Jay-Z agencia Vini Jr e traça planos para atletas do país – 12/07/2023 – Esporte


“Ei, Jay-Z. Te esperando no Brasil!”, escreveu Vinicius Junior no Twitter.

Não foi espontâneo, apenas um passo de marketing. Mas a postagem, feita na última sexta-feira (7), confirmou a disposição da Roc Nation, uma das maiores empresas de agenciamento do planeta, de entrar no mercado brasileiro.

Por valor não revelado, ela comprou a TFM, que tem em seu portfólio de clientes 46 jogadores de futebol. A companhia norte-americana passou a ser responsável pela carreira, entre outros, de Vinicius Junior e Martinelli, integrantes da seleção na última Copa do Mundo. Também está na lista Endrick, vendido pelo Palmeiras para o Real Madrid por cerca de R$ 400 milhões.

Avaliada em cerca de US$ 800 milhões (R$ 3,8 bilhões em valores atuais), a Roc Nation foi criada pelo bilionário rapper Jay-Z, marido da cantora Beyoncé. Conhecido também nos últimos anos por associação a grandes nomes do esporte, o músico tem fortuna avaliada em US$ 2,5 bilhões (R$ 12 bilhões), segundo a revista Forbes.

“O Brasil é o país de origem do maior número de atletas envolvidos com transferências internacionais. O Brasil ainda é quem mais oferece atletas de alto nível a todo mundo”, disse Thiago Freitas, COO da Roc Nation no país.

A negociação chama a atenção, não só pela fama dos agenciados mas pelo agenciador. Jay-Z é um dos nomes mais famosos da música mundial (a exemplo de sua mulher), e a estratégia é investir na imagem individual dos seus clientes, deixando às vezes de lado que eles fazem parte de um esporte coletivo como o futebol.

A conclusão dos executivos da empresa é que os craques do país são muito mais conhecidos do que as equipes em que atuam.

“Nossos clubes são desconhecidos de quase todos nos principais mercados do mundo, mas o talento dos atletas brasileiros é alardeado cada vez mais, e eles estão cada vez mais presentes nos principais clubes, nas principais competições, nos principais jogos, e nos principais títulos. A Roc Nation expandiu seus negócios para representar e potencializar o talento brasileiro em todo o mundo, algo alinhado com o propósito que sempre tivemos, que é o de levar os mais talentosos para os mais importantes palcos”, afirmou Frederico Pena, CEO da Roc Nation.

O plano é que os jogadores mostrem não só informações, fotos e vídeos relacionados a seus times mas o estilo de vida, histórias pessoais, de superação, e causas sociais que defendem. Como se o esporte se transformasse em um complemento.

“Seguimos o caminho natural de uma revolução que está apenas começando, mas que já é evidente”, observou Freitas.

Dentro desse modelo, Vinicius Junior é o agenciado ideal e pode se transformar no maior patrimônio da Roc Nation no futebol. Talentoso e membro de uma equipe vencedora, o Real Madrid, ele foi alvo de repetidos casos de racismo na Espanha. Tornou-se ativista da luta contra a discriminação.

“O empoderamento de seus representados é um objetivo relevante, especialmente daqueles que lidam com diferentes preconceitos, sejam de cor ou origem. Nossas raízes são de uma maravilhosa miscigenação”, acrescentou o COO.

Criada em 2008 como uma gravadora, a Roc Nation avançou para o agenciamento de artistas musicais. O maior nome sob o guarda-chuva da marca é Alicia Keys. A Roc Nation Sports, braço de agenciamento esportivo, nasceu em 2013. No futebol, os jogadores mais conhecidos até a chegada dos brasileiros eram belgas: Kevin De Bruyne, Romelu Lukaku e Alex Witsel.

“Em mercados esportivos mais desenvolvidos como Estados Unidos e alguns países europeus, a carreira de qualquer atleta é planejada considerando ganhos com salários e premiações, e também patrocínios e publicidade. No Brasil, apesar de termos nomes de destaque em várias modalidades, a gestão de carreira de atletas ainda é em sua maioria amadora, e o percentual de atletas em atividade que também estampam campanhas publicitárias é muito baixo, daí a oportunidade de profissionalização e crescimento”, opinou Ivan Martinho, professor de marketing esportivo pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing).

A Roc Nation avalia que a empresa e seus clientes têm 1,7 bilhão de seguidores nas redes sociais.

A compra da TFM faz também Jay-Z herdar clientes com bem menos potencial de retorno, como os laterais Lucas Pires e Nathan. Ambos foram afastados pelo Santos no mês passado por problemas técnicos e disciplinares.

Antes da investida no Brasil, a Roc Nation já agenciava 39 jogadores de futebol. No total, apenas entre esportistas, eram 171 contratados de beisebol, futebol americano, basquete, críquete e rúgbi.



Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

© 2024 Criado em 2004