Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

No Brasil, campeão continental num ano é lanterninha nacional no outro – 22/06/2024 – Juca Kfouri


Se a rara leitora ou o raro leitor estiver lendo estas mal traçadas antes das 16 horas deste domingo (23), note que o Fluminense, campeão da Libertadores de 2023, em campo contra o Flamengo, está em último lugar no Campeonato Brasileiro, com apenas seis pontos ganhos em dez jogos, só uma vitória, dez gols feitos, 18 sofridos, 20% de aproveitamento.

O Fluminense, é fato, não vive tamanho sufoco pela primeira vez, pois conheceu a Série B e até a C.

Em 1996 caiu pela primeira vez, a mesa foi virada para que disputasse a Série A em 1997, quando voltou a ser rebaixado e, não satisfeito, desceu para a Série C em 1998.

Então chamou Carlos Alberto Parreira para tirá-lo do inferno e subiu para a B em 1999, que não pagou fruto de outra virada de mesa que o pôs na Série A em 2000.

Eram tempos de Ricardo Teixeira presidente da CBF e não é preciso dizer mais nada.

A diferença daquele Fluminense para o dos dias que correm é, no entanto, abissal.

Tanto que o time é praticamente o mesmo do ano passado, tirante o negociado zagueiro Nino, que faz falta, e as circunstâncias das ausências do meio-campista André, machucado, e do atacante colombiano Jhon Arias, na Copa América.

Convenhamos, são ausências que podem justificar posição intermediária na tábua de classificação, jamais o último lugar.

Alguém poderá dizer que excepcional foi o envelhecido tricolor das Laranjeiras ganhar a Libertadores, como um dia, em 2004, o Once Caldas também ganhou.

A comparação não cabe. O clube, tratado como médio no futebol colombiano, com 63 anos, nem de longe pode ser comparado às glórias do Fluminense de quase 122 anos.

E, pelo amor dos deuses do estádios, também não cabe lembrar do Corinthians, detentor de apenas uma taça continental, em 2012, hoje também novamente na zona do rebaixamento, calamidade que conheceu em 2007 e está perto de repetir agora.

No ano seguinte à conquista da Libertadores, de ressaca, o alvinegro fez má campanha, mas terminou em 10° lugar.

A gangorra brasileira impressiona.

Estamos acostumados a dizer que não há campeonato mais equilibrado no Primeiro Mundo do futebol, que há, no mínimo, oito candidatos ao título antes do pontapé inicial, que pelo menos um grande sempre corre risco de cair, mas daí ao campeão da América do Sul viver a situação ora vivida de uma temporada para outra é estarrecedor.

Pela teoria de Pep Guardiola, perde-se um campeonato nas oito primeiras rodadas e ganha-se nas oito últimas.

Se é verdade, Flamengo, Botafogo, Palmeiras, Athletico, Bahia e Cruzeiro seguem no páreo, assim como o Inter, que tem dois jogos a menos.

E não é que gigantes como Vasco, Corinthians, Grêmio e Fluminense já não tenham chance alguma de título. Estão é ameaçadíssimos de rebaixamento, desgraça experimentada também pelo Vasco por quatro vezes e pelo Grêmio por três.

Aliás, experiência desagradável inédita só para Flamengo e São Paulo, porque, lembremos entristecidos, o Santos a vivencia neste ano e com muita dificuldade.

De tudo isso, a conclusão inevitável diz respeito à permanente intranquilidade do torcedor brasileiro, capaz de sonhar em ser campeão em abril e ter pesadelo em novembro, diante do chamado fantasma do rebaixamento.

Culpa da caixinha de surpresas? Não!

Culpa da incompetência, e muitas vezes da corrupção, na gestão de nossos clubes.



Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

About

Appetite no humoured returned informed. Possession so comparison inquietude he he conviction no decisively.

Recent Post

  • All Post
  • Arte e Lazer
  • Cultura
  • Destaque
  • Educação
  • Esportes
  • Futebol
  • Novidades
  • Sem categoria
  • Social Media
  • Sports
  • Videos

© 2024 Criado em 2004