Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

‘O Corinthians está sangrando’, afirma Augusto Melo – 10/06/2024 – Esporte


Augusto Melo disse nesta segunda-feira (10) que se sente traído pelos diretores que deixaram sua gestão, mas culpou a oposição do Corinthians pelo rompimento do contrato de patrocínio máster com a empresa de apostas esportivas online VaideBet.

“Os opositores”, respondeu, questionado sobre os culpados pela crise. “Não querem o bem do Corinthians. As pessoas que não aceitam a derrota nas eleições”, afirmou o presidente corintiano, convencido de que não existe a possibilidade de ele sofrer um processo de impeachment devido à investigação do caso conduzida pela Polícia Civil e pelo Conselho Deliberativo do clube.

“Não existe. E golpe aqui ninguém vai dar”, declarou.

Para o cartola, seu único erro na condução do caso que levou a VaideBet a rescindir o acordo que previa o pagamento de R$ 370 milhões por três anos de parceria foi na escolha das pessoas que faziam parte de sua gestão e que deixaram seus cargos em meio à polêmica.

São eles: Rubens Gomes, ex-diretor de futebol, Yun Ki Lee, ex-diretor jurídico, Rozallah Santoro, ex-diretor financeiro, Fernando Alba, ex-diretor adjunto de futebol, e Sergio Moura, que está licenciado de seu cargo de superintendente de marketing.

A única dessas posições que já foi preenchida é a de diretor jurídico, ocupada agora pelo advogado Leonardo Pantaleão.

“Eu errei e estou consertando”, afirmou Augusto Melo sobre as saídas. “Traição é a pior coisa que existe na Terra. Você nunca sabe de onde vem.”

Questionado sobre quem teria traído sua confiança, o cartola não citou nomes, mas afirmou que o traidor é “quem saiu do clube” e que tudo “está sendo investigado”.

“Nomeei uma diretoria que achei que fosse técnica, mas errei. Assim que percebi isso, troquei. A política acabou, vou errar pela minha caneta”, acrescentou o mandatário.

Foi a primeira vez que o dirigente apareceu publicamente para explicar as suspeitas de que uma empresa laranja foi usada na negociação do time do Parque São Jorge com o site de apostas esportivas.

Na sexta-feira (7), um dia após o cartola retornar de uma viagem à Europa, a VaideBet anunciou a rescisão do acordo, sob a justificativa de que o clube descumpriu cláusulas anticorrupção.

O acordo é investigado pela Polícia Civil, que abriu um inquérito sobre o pagamento de comissão de R$ 25,2 milhões para a Rede Social Media Design, empresa que pertence a Alex Fernando André, o Alex Cassundé, que atuou na campanha de Augusto.

“Eu o vi duas vezes. A primeira foi para fazer uma live na agência dele. E a segunda vez foi na transição. Eu nunca falei por telefone. Se eu o vir aqui, talvez não conheça”, afirmou Melo. “Essas pessoas terão que provar [as acusações], vamos ver quem é torcedor ou não”, disse.

Para Augusto, membros da oposição do clube estão tentando minar o seu poder, sufocando a já debilitada capacidade financeira do Corinthians.

“O Corinthians está sangrando, mas honrando compromissos”, afirmou. “Hoje estamos com um fluxo de caixa muito complicado.”

A situação delicada, segundo Augusto, tornou necessário um empréstimo com o empresário Igor Carvalho, a quem o presidente recorreu para fazer o pagamento pela contratação do lateral direito Matheuzinho.

“Ele emprestou dinheiro com juros muito baixos. Foram 4 milhões [de euros, cerca de R$ 21,4 milhões]. “Ele não fez nenhum negócio aqui dentro, não tem qualquer porcentagem.”

Apesar da falta de dinheiro, o dirigente disse que o Corinthians continua à procura de reforços para seu elenco, sobretudo para encontrar um novo goleiro. Depois da saída de Cássio, Carlos Miguel aceitou uma proposta do Nottingham Forest, da Inglaterra, e deve deixar o clube em breve.

“Estamos conversando com outros goleiros, temos um scout sendo feito. Não estamos aqui brincando, não fomos nós que liberamos o Cássio, ele quis sair. Não queremos pessoas que não queiram ficar, queremos quem queira ficar aqui. Por isso essa reformulação está sendo importante”, afirmou.

No caso de Carlos Miguel, a diretoria diz que se sente “refém”, já que, por um exótico dispositivo no contrato do goleiro, a multa rescisória do seu contrato foi de 50 milhões de euros (R$ 285,2 milhões, na cotação atual) em 2023 para 4 milhões de euros (R$ 22,8 milhões) em 2024.

Melo, contudo, negou que o jogador já esteja de saída. “Não chegou nenhuma proposta, não pagaram a multa, então ele é atleta do Corinthians”. Nesta terça-feira (11), o goleiro deve ser titular na partida contra o Atlético-GO, pelo Campeonato Brasileiro.

Com o time paulista na 17ª posição da tabela, logo à frente da equipe goiana, trata-se de um duelo direto na briga para fugir da zona de rebaixamento.

A situação fragiliza ainda mais a gestão de Augusto Melo.



Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

About

Appetite no humoured returned informed. Possession so comparison inquietude he he conviction no decisively.

Recent Post

  • All Post
  • Arte e Lazer
  • Cultura
  • Destaque
  • Educação
  • Esportes
  • Futebol
  • Novidades
  • Sem categoria
  • Social Media
  • Sports
  • Videos

© 2024 Criado em 2004