Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

O Uruguai na vida brasileira – 06/07/2024 – Juca Kfouri


Por óbvio, o horário tardio do jogo pelas quartas da final da Copa América entre Brasil e Uruguai me impede comentar o clássico sul-americano na edição impressa de domingo (7) desta Folha.

Se o favoritismo oriental se confirmará ou não na cidade norte-americana de Paradise, é assunto para depois.

Por ora, vale registrar o significado do Uruguai na história do futebol brasileiro.

A começar pelo célebre Maracanazo, quando, comandado pelo negro capitão Obdulio Varela, o Uruguai venceu a decisão de Copa do Mundo.

Bastava o empate para os brasileiros, que fizeram 1 a 0 e permitiram a virada, consumada no célebre gol do 2 a 1 de Ghiggia, aos 34 minutos do segundo tempo.

A derrota deu origem ao complexo de vira-latas de Nelson Rodrigues, ao livraço “Anatomia de uma Derrota”, do escritor brasileiro Paulo Perdigão, pela L&PM, e a “Maracanã: os Labirintos do Caráter”, do jornalista uruguaio Franklin Morales, pela Breve Companhia. Os dois livros são encontráveis em ebook.

Do Maracanazo, em 16 de julho de 1950, há sentenças definitivas como a de ser considerado o primeiro grande velório da história do Brasil, só comparável aos três que vieram depois —de Getúlio Vargas, em 1954, de Tancredo Neves, em 1985, e de Ayrton Senna, em 1994.

O algoz Alcides Ghiggia, sem arrogância nenhuma, um dia disse: “Só três pessoas calaram o Maracanã: eu, o papa e Frank Sinatra”.

O cineasta Ugo Giorgetti, autor do célebre filme “Boleiros”, é definitivo na admiração aos uruguaios e repete, sempre que pode, quase como mantra: “Respeitem os uruguaios”.

Uruguaios que nos legaram escritores do porte de Eduardo Galeano, cujo livro “Futebol ao Sol e à Sombra”, também pela L&PM, é clássico mundial da literatura sobre o ludopédio.

Galeano, que em épocas de Copas do Mundo, botava uma placa na porta de sua casa: “Cerrado por fútbol”.

Ou como Mauricio Rosencof, 91, que escreveu “As Cartas que não Chegaram”, pela Record, companheiro de Pepe Mujica, 89, este estadista exemplar, figura tão rara na política mundial como Mahatma Gandhi e Nelson Mandela.

Mujica e Rosencof são dois dos três personagens do impressionante filme “Uma Noite de 12 anos”, sobre o martírio a que foram submetidos pela ditadura instalada em Montevidéu.

Isso tudo ainda sem falar dos uruguaios que enriqueceram e enriquecem o futebol brasileiro, como Mazurkiewicz (ou Rodolfo Rodríguez), Pablo Forlán, Hugo de Léon (ou Diego Lugano), Darío Pereyra e Álvaro Pereira; Nicolás de la Cruz, Dom Arrascaeta, Pedro Virgilio Rocha e Rubén Paz; Loco Abreu e Luis Suárez.

O Maracanazo, saibam a rara leitora e o raro leitor, até hoje dói mais que o 7 a 1, porque aconteceu antes de 1958, ao passo que a goleada alemã no Mineirão veio depois do pentacampeonato, com o complexo de vira-latas devidamente enterrado.

E não ache que a vitória brasileira sobre o Uruguai na semifinal da Copa do Mundo de 1970, no México, por 3 a 1, com memoráveis atuações de Clodoaldo, Rivellino, Pelé e Tostão, apaga 1950.

Nem muito menos eventual vitória no jogo em Paradise.

A revanche do Maracanazo só se dará no estádio Centenario, em nova final de Copa do Mundo entre as duas seleções, e de virada para o Brasil contra o favoritismo dos anfitriões.

E no dia em que já tivermos superado o racismo estrutural que condenou à pena perpétua o goleiro Barbosa pelo gol de Ghiggia.



Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

About

Appetite no humoured returned informed. Possession so comparison inquietude he he conviction no decisively.

Recent Post

© 2024 Criado em 2004