Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

Rabdomiossarcoma: entenda o que é o tumor confundido com rinite


Um menino de 13 anos faleceu devido a um tipo de tumor raro e agressivo chamado “rabdomiossarcoma“. Segundo o jornal britânico The Sun, Jake Winscoe estava com “nariz entupido e olhos lacrimejantes”, sintomas comuns de doenças respiratórias, como resfriado, rinite e gripe. Porém, posteriormente, a criança foi diagnosticada com o tumor já em estágio 3.

O caso teve repercussão na mídia internacional. Em relato ao The Sun, Lynsey Winscoe, mãe de Jake, contou que, inicialmente, os sintomas do filho eram leves, o que a fez pensar que se tratava de uma rinite alérgica. No entanto, quando o pai do jovem voltou do exército após três semanas sem ver o filho, ele percebeu que a ponta do nariz do menino estava inchada, levantando suspeitas.

Após o diagnóstico, Jake passou a receber quimioterapia intensiva, seguida de terapia com feixe de prótons (um tipo de radioterapia mais preciso), o que reduziu o tamanho do tumor. Porém, em outro exame, foi descoberto que o câncer havia se espalhado para a medula espinhal e para o fluido ao redor do cérebro.

O que é rabdomiossarcoma?

De acordo com o A.C. Camargo Cancer Center, o rabdomiossarcoma é um tipo de tumor maligno que se desenvolve nos músculos ligados aos ossos e é mais comum em crianças e adolescentes.

O corpo é composto por três tipos de músculos: os esqueléticos (responsáveis por mover as partes dos corpos e ligados aos ossos), o cardíaco (que reveste o coração) e os músculos lisos (presentes nos órgãos internos). A musculatura esquelética se forma ainda no embrião, na sétima semana após a fertilização. É nesse momento que se formam os rabdomioblastos, células que dão origem aos músculos. Com o tempo, essas células podem se tornar malignas e dar origem ao rabdomiossarcoma.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a causa para o desenvolvimento do tumor ainda é desconhecida, mas pode estar associada a síndromes familiares, como a Síndrome de Li Fraumeni e a neurofibromatose, além de anormalidades congênitas que envolvem o sistema urinário e sistema nervoso central. O A.C. Camargo Cancer Center aponta, ainda, o histórico familiar de câncer como um possível fator de risco.

Quais são os sintomas?

Ainda de acordo com o Inca, os sintomas podem variar dependendo do local de origem do tumor. Porém, normalmente, inicia-se com a formação de uma massa indolor, com crescimento progressivo. Outros sinais e sintomas comuns são:

  • Proptose ocular (tumor orbitário, ou seja, nas pálpebras ou na órbita);
  • Obstrução nasal, podendo ocorrer secreção com sangue (tumor na nasofaringe/rinofaringe);
  • Obstrução do conduto auditivo médico, com eliminação de pólipos ou secreção de sangue (tumor no ouvido médio);
  • Dificuldade para urinar ou presença de sangue na urina (tumor na bexiga ou na próstata);
  • Aumento do volume da bolsa escrotal/testicular ou secreção vaginal com sangramento (tumor na bexiga).

Como é feito o diagnóstico e o tratamento?

O diagnóstico do rabdomiossarcoma pode ser feito a partir da análise da história clínica e do exame físico completo. Podem ser realizados exames laboratoriais e de imagem para avaliar a extensão do tumor, além de entender se as células cancerígenas se espalharam para outras partes do corpo.

Entre os exames que podem ser solicitados, segundo o Inca, estão:

  • Tomografia computadorizada;
  • Ressonância magnética;
  • Cintilografia óssea;
  • PET-CT;
  • Punção lombar;
  • Mielograma;
  • Biópsia de medula óssea.

O tratamento do rabdomiossarcoma pode envolver quimioterapia, cirurgia e/ou radioterapia, dependendo da localização de origem do tumor. Ao longo do tratamento, são feitos mais testes para avaliar a resposta do câncer à terapia, além de detectar um possível retorno da doença. Segundo o Inca, 70% dos pacientes sobrevivem por cinco anos ou mais.

Câncer em pessoas com menos de 50 anos aumentou 79% entre 1990 e 2019



Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

About

Appetite no humoured returned informed. Possession so comparison inquietude he he conviction no decisively.

Recent Post

  • All Post
  • Arte e Lazer
  • Cultura
  • Destaque
  • Educação
  • Esportes
  • Futebol
  • Novidades
  • Sem categoria
  • Social Media
  • Sports
  • Videos

© 2024 Criado em 2004