Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

Sebrae promove primeira turma do Empretec em comunidade indígena | ASN Nacional


A formação ocorreu em Brasilândia (MS) com uma turma formada apenas por mulheres da etnia Ofaié. Trinta mulheres participaram da primeira edição do Empretec realizada em uma comunidade indígena. A formação ocorreu entre os dias 8 e 13 de abril na Aldeia Anodi, da etnia Ofaié, no município de Brasilândia (MS).

“A gente já fazia as peças, mas agora, com o Empretec, aprendemos muito sobre como mostrar o nosso produto, fazer o planejamento de nossas atividades”, disse Elisângela Eliandres. Ela e seu grupo foram as vencedoras de um dos desafios da formação.

“Às vezes somos discriminados com adjetivos que nem vou citar, mas eu penso que com o Empretec a gente poderá ter mais portas abertas para nós”, considera Marieli Lins (20) que vende bolos, mel e pão de mel. “Juntamos várias mulheres para unir nossos produtos e gerar renda. Eu não imaginava que eu poderia ser empreendedora”.

Os Ofaié são o menor povo indígena do MS, com apenas 128 pessoas. Na década de 1970 eles foram removidos de suas terras originárias no município de Brasilândia por pressões agrárias. A etnia, que já contabilizou 2,2 mil pessoas, chegou a ser considerada extinta por Darcy Ribeiro, contou o cacique da aldeia, Marcelo Silva.

Em 1997, os remanescentes se reuniram e ocuparam o território em que vivem atualmente. Hoje, lutam para preservar sua cultura e fortalecer sua comunidade. Na comunidade, há escola até o 5º ano fundamental, onde são ensinados, além do conteúdo regular, a cultura e os mitos do povo Ofaié.

Desde 2010, as mulheres retomaram o artesanato como elemento de união e resgate cultural. A vice-cacique Ramona Coimbra é a líder das artesãs. Ela participa de feiras e expõe os produtos do grupo. Por conta do trabalh

o dela, uma das toalhas de mesa produzidas pelas indígenas chegou a compor o cenário de uma novela da Rede Globo.

“Percebi que em poucos dias, todas começaram a mudar a forma de agir. Elas nunca imaginaram do que eram capazes. Com essa capacitação, viram que podem agir de forma diferente”, comentou a líder.

Divisor de águas

Para o gerente de Soluções do Sebrae, Eduardo Curado, o Empretec é um divisor de águas. “O Empretec ajuda as pessoas a se conhecerem e a se desenvolverem, primeiro

como ser humano, depois como empreendedor”.

O gerente, que já fez a formação, lembra que é um período intenso de atividades. Para ele, vivenciar a formação das primeiras indígenas empretecas foi emocionante. “Às vezes a gente fica ali sentado atrás de um computador, pensando em um monte de programas nacionais, estaduais e municipais, mas fica distante. Estar aqui e vivenciar aquilo que a gente sonha, muitas vezes olhando pra uma tela, é realmente uma coisa que não tem preço”, disse.

O Empretec é uma metodologia desenvolvida pela ONU. No Brasil, o Sebrae é responsável pela aplicação do curso. O país é responsável por 70% das formações do método no mundo. Em 2023, o Sebrae adaptou o método para a aplicação em ambiente rural.

Agora o Empretec em comunidades indígenas deve ser ampliado. Na manhã desta sexta-feira (12), o Sebrae firmou um convênio com o governo do estado de Mato Grosso do Sul para levar a metodologia para mais comunidades indígenas.

“Todos sabemos que o conceito da sustentabilidade, dentro do processo econômico, permite renda, permite acesso à dignidade para os povos indígenas. É para levar este paradigma que o Sebrae e o Governo do Estado assinam esse termo. Estamos modificando a vida das pessoas para dar dignidade pelo empreendedorismo”, afirmou o presidente do Sebrae Nacional, Décio Lima.

O Mato Grosso do Sul é o terceiro estado em número de indígenas no Brasil, são 10 etnias com uma população estimada em 116 mil pessoas.



Source link

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

© 2024 Criado em 2004