Bem vindo ao CanalNoite A Sua Noite Passa por Aqui + de 20 anos no ar

Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Hot

Categories

Edit Template

Sem mentes superficiais, há como combater violência – 15/07/2023 – Juca Kfouri


Certa vez um cidadão que sonhava ser candidato à Presidência da República disse, em reunião fechada, que, se viesse a ser eleito, entregaria o sistema penitenciário brasileiro ao PCC. Porque ninguém o conhece tão bem como seus integrantes…

Não é a mesma coisa que ouvir membros de torcidas organizadas para resolver o problema que traumatiza a sociedade e o futebol há quatro décadas, embora exista quem deveria estar proibido de ir aos estádios e dê entrevistas por aí.

A violência entre torcidas é tema mais que estudado no Brasil e no mundo.

Do mesmo modo que a Grã-Bretanha produziu o Relatório Taylor, em 1990, para minimizar, mesmo com erros elitizantes, a questão dos hooligans, no Brasil se fez o Relatório Klein, em 2006, que até hoje mora em alguma gaveta de Brasília.

São inúmeros os livros, as pesquisas, os seminários elaborados por universidades daqui e de fora.

Sem nenhuma pretensão de esgotar o assunto, nem sequer de estar plenamente atualizado, e sob o risco de esquecer autores importantes, procurem a rara leitora e o raro leitor as obras dos professores Bernardo Buarque de Hollanda, Maurício Murad, Ronaldo Helal, assim como a da professora Heloísa Baldy dos Reis, entre outros.

Dê um google, como se diz, e constate quanta ideia boa há sobre o tema, procure ver como é profundo e apresenta soluções factíveis o Relatório Klein, perceba como o que falta é vontade política e arregaçar de mangas para, com educação, prevenção e punição, encaminhar a paz nos estádios e arredores.

Entre tantos livros estrangeiros, há um clássico, para retratar o fenômeno entre os jovens, que trata da “adrenalina do combate”, escrito pelo jornalista estadunidense Bill Buford, “Entre os Vândalos”, pela Companhia das Letras, que você lê como se fosse um tríler e se convence de que está diante de algo muito além de mero assunto de polícia.

Buford conviveu com os hooligans para escrever uma reportagem, quase virou um deles e acabou por fazer o livraço de 300 páginas.

A responsabilidade das autoridades também precisa ser devidamente apontada.

Embora a legislação exija, não se faz nem sequer plano de jogo como determina o Estatuto do Torcedor. Fosse feito, e não teríamos as falhas grotescas ocorridas em torno do clássico entre Palmeiras e Flamengo, com o sacrifício da vida da jovem Gabriela.

O que temos visto, pelo menos em São Paulo, nos últimos anos, tem sido deplorável, com inoperância do Ministério Público e promiscuidade de promotores com a cartolagem.

Um deles, Fernando Capez, de triste papel, surfou na onda da violência para se eleger deputado estadual, frequentou manifestações com a camisa da CBF, embora tivesse o nome envolvido no politicamente arquivado “escândalo da merenda”, e, hoje, eleitoralmente derrotado em suas pretensões federais, ainda é ouvido por emissora de extrema-direita.

Ninguém desconhece a presença de grupos criminosos nas torcidas organizadas do mesmo modo que nada se faz para combatê-los e expulsá-los, porque é perigoso e requer coragem.

Daí aparecerem, na mídia, inclusive, os porta-vozes das soluções fáceis.

Aqueles que chegam ao cúmulo de responsabilizar a vítima por sua morte, como existem os que culpam o doente pela doença ou despolitizam o esporte como se fosse atividade de realidade paralela.

Gabriela somos nós.



Fonte da Notícia

Share Article:

Considered an invitation do introduced sufficient understood instrument it. Of decisively friendship in as collecting at. No affixed be husband ye females brother garrets proceed. Least child who seven happy yet balls young. Discovery sweetness principle discourse shameless bed one excellent. Sentiments of surrounded friendship dispatched connection is he. Me or produce besides hastily up as pleased. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Edit Template

About

Appetite no humoured returned informed. Possession so comparison inquietude he he conviction no decisively.

Recent Post

© 2024 Criado em 2004